União das Freguesias de Covões e Camarneira União das Freguesias de Covões e Camarneira

Tradições

Alimentar das Almas

Em outros locais também é conhecida por “ Amenta ou o amentar das Almas ”, é uma cerimónia de carácter religioso que reconstitui uma antiga tradição popular das terras de Covões. Já não se realiza há mais de 35 anos e que consistia em percorrer vários locais da Paróquia de Covões na época da quaresma, nomeadamente sete encruzilhadas localizadas junto das Alminhas ou cemitérios.

Segundo a tradição o itinerário teria de percorrer um trajecto de ligação, utilizando diferentes percursos evitando assim o cruzamento e a repetição dos caminhos por onde se passava, com a razão de “guiar” as almas do purgatório pelo caminho da salvação, evitando que elas se pudessem desviar pela influencia do mal que tenta “cruzar-se”. Com base neste propósito, esta tradição iniciada pelos populares tendo como suporte musical antigos filarmónicos que com o som dos seus instrumentos davam um ar mais solene a este ritual que era uma mistura entre o profano e o religioso.

A última vez que foi interpretado teve o patrocínio cultural da AACCC Associação Cultural da Freguesia, que desta forma quiz reviver uma das mais antigas tradições da nossa freguesia.

A letra original deste acto de cultura popular rezava assim:

“” Bendita e louvada, louvada seja a sagrada morte e paixão do nosso senhor Jesus Cristo.

Fieis cristãos, fieis cristãos. Lembremos das almas que estão nas penas do purgatório com um "Padre Nosso" e uma Avé Maria.

Seja, seja p´lo amor de Deus.

Rezemos outro "Padre Nosso" e outra Avé Maria por aqueles que andam sobre as águas do mar que o Senhor os traga ao porto de salvamento.

Seja, seja p´lo amor de Deus. “” ( oração final)




© 2024 União das Freguesias de Covões e Camarneira. Todos os direitos reservados | Termos e Condições

  • Desenvolvido por:
  • GESAutarquia